Viagens

Um mês em SEVILHA (Espanha): conhecendo a capital da Andaluzia

No meio de 2016 resolvi que já tava mais do que na hora de parar de falar portunhol e aprender espanhol de verdade! Me matriculei num curso de idiomas e decidi que quando avançasse, lá pro final de 2017, iria fazer uma viagem completamente diferente de todas que já fiz: um intercâmbio em algum país hispânico, pra ter mais contato com a língua, pessoas e as tradições locais.

59332509
A eterna dúvida de um brasileiro estudando espanhol!!!

A ideia inicial era fazer isso na vizinha Argentina, mas às vezes é preciso sonhar mais alto e ir mais longe e a possibilidade de voltar à Espanha (já conhecia Madri e Barcelona) e aprender o idioma no país em que ele nasceu me pareceu muito mais tentadora! Depois de optar pela Espanha, um outro dilema surgiu: “qual cidade espanhola escolher?”. Eram tantas as opções!!!

114.jpg
Espanha e suas principais cidades

Com base em muita pesquisa, consultando amigos e considerando os fatores clima e custo de vida escolhemos Sevilha, no Sul do país. Então no começo de dezembro, eu, Rodrigo e nossos meninos embarcamos pra lá e passamos exatamente 1 mês na cidade. Resultado: voltei encantada e com a certeza de que não poderíamos ter escolhido um cenário melhor pra viver todo esse sonho!

Screenshot_20180220-102906
Aeroporto de Belém, prontos pra começar nossa tão planejada e aguardada viagem!

A experiência de estudar espanhol por 4 semanas na escola Enforex de Sevilha foi incrível, não apenas por toda a evolução no idioma que isso pôde me proporcionar, mas também pela oportunidade de conhecer gente de diversos partes do mundo, cada um com suas peculiaridades, história e cultura e a mesma vontade de se comunicar.

PicsArt_02-26-03.57.56.png
Com queridos colegas e professores da Enforex Sevilha

Ter passado tanto tempo na cidade também me possibilitou vivenciar um outro tipo de experiência como viajante. Conhecemos a cidade sem muita pressa e exploramos ineditamente um destino quase como locais.

DSC_0101.JPG
Desbravando Sevilha!

E foi assim que descobri uma Sevilha que é mesmo tudo aquilo que tanto me falaram! O que o mundo imagina da Espanha está por lá (touradas, siesta, flamenco e tapas), porém a cidade é muito mais do que isso!

DSC_0063.JPG
Detalhes do museu da Plaza de Toros da cidade. A tauromaquia é uma das paixões de Sevilha, que também é a terra de famosos toureiros.
DSC_0263.JPG
O Flamenco surgiu nessa região da Espanha, da mistura de tradições ciganas, árabes e judaicas. Hoje em dia é uma das maiores expressões culturais do povo espanhol. Esse canto, essa dança fascinante tá por lá na tv, rádio, tablaos e na também rua!
Screenshot_20180227-143224.png
Tapas: pequenas porções do paraíso! Foi na Andaluzia que nasceu a arte de tapear!

A cidade, que é a quarta maior da Espanha, é a capital de uma das maiores regiões do país, a Andaluzia. Com 700 mil habitantes, ela é considerada o principal polo cultural e financeiro do Sul de Espanha, mas ainda guarda aquele arzinho gostoso de cidade de interior.

DSC_0073
Sevilha vista de cima (prédios antigos e com poucos andares)
4286259402_55dacef42d_b.jpg
Nodo: o símbolo da cidade (tá por todos os cantos)

Foi eleita no fim do ano passado, pelo guia de viagens Lonely Planet, como a melhor cidade para viajar em 2018 e não é difícil entender as razões para tanto!

DSC_0162 (2).JPG
Sevilla tiene sí un color especial…

Sevilha é autêntica, é histórica, é vibrante e é calorosa! Seu povo é orgulhoso de suas tradições, do seu passado e é super simpático com os visitantes. O sevilhano é também animado, bem humorado e vive pelas ruas, praças e bares de tapas, “tomando um copo” e aproveitando o ar livre e tudo o que de melhor a cidade tem pra oferecer. Pense num povo rueiro!!!!

DSC_0547.JPG
Sevilhanos: esses sabem viver!
Lotada de ruas estreitas e labirínticas (tomadas de laranjeiras), a cidade tem muitos monumentos históricos e prédios antigos super bem conservados. Sua arquitetura reflete as marcas do seu passado. Fundada pelos romanos, Sevilha progrediu durante a época em que era dominada pelos árabes, quando maravilhas como o Real Alcázar, a Torre del Oro e a Giralda foram construídas.
DSC_0085.JPG
Muitas das ruas de Sevilha são super estreitas como essa!
DSC_0091.JPG
As laranjeiras estão por toda a parte da cidade… mas atenção: jamais cometa o erro de provar uma dessas laranjas! Elas são super amargas e só servem pra fazer geleia!
DSC_0420.JPG
O deslumbrante Real Alcázar é um dos grandes exemplos de construção com influência mourisca (mouros=povos do Norte da África praticantes do Islamismo)
DSC_0105.JPG
Torre del Oro
DSC_0094.JPG
La Giralda fazia parte da antiga mesquita da cidade e hoje em dia é a torre da Catedral de Sevilha
DSC_0202.JPG
Arte mudéjar: um grande legado dos árabes para a Andaluzia
Posteriormente a cidade foi conquistada pelo Rei Fernando III de Castilha, que tomou o poder das mãos dos mulçumanos e mudou o curso de sua história. Com o descobrimento da América por Cristóvão Colombo e o monopólio da coroa espanhola sobre as colônias, a cidade viveu seu esplendor: virou o principal porto de onde partiam e chegavam os navios que iam até o Novo Mundo e que voltaram carregados das riquezas de lá (principalmente ouro e prata). Dessa época são a imponente Catedral, o prédio do atual Arquivo das Índias (antiga Casa de Contratação) e muitas das inúmeras igrejas da cidade. Já a estonteante Plaza de España, apesar de parecer bem antiga, só foi construída muito depois desse período, em 1929.
DSC_0367.JPG
A imponente Catedral de Sevilha
DSC_0017.JPG
A importância histórica da cidade é tamanha que é na Catedral de Sevilha que estão os restos mortais de Cristóvão Colombo, o descobridor da América!
DSC_0364
Arquivo Geral das Índias (antiga Casa de Contratação dos que iam trabalhar nas colônias espanholas e local em que está hoje em dia o original do Tratado de Tordesilhas)
DSC_0676.JPG
Praza de España
Mas Sevilha também tem suas modernidades! O Metrosol Parasol, a Ponte de Alamillo (obra do genial Santiago Calatrava, o mesmo do Museu do Amanhã do Rio de Janeiro), a Ponte de la Barqueta, os pavilhões da Expo 92 e a Torre Sevilha estão por lá para provar isso!
DSC_0505.JPG
O curioso Metrosol Parasol
Puente_del_Alamillo_en_Sevilla
Puente del Alamillo
DSC_0132.JPG
Puente de la Barqueta
DSC_0698 (2)
Torre Sevilha (o edifício mais alto da Andaluzia – 178 m e 40 andares) e a região da Expo 92
É possível conhecer a cidade apenas caminhando, porém se for necessário você terá um transporte público de qualidade (ônibus, metrô e bonde elétrico). As linhas de metrô, no entanto, ainda não englobam a cidade toda, seu trajeto é curto, por isso o ônibus acaba sendo o meio mais usado. Também tem serviço de aluguel de bicicletas (SEVICI) e táxi (nas poucas vezes que precisamos utilizá-lo solicitamos pelo aplicativo My Taxi, sendo que Uber não existe por lá). Já para chegar e sair de Sevilha você tem um aeroporto internacional (o sexto mais movimentado da Espanha), uma estação de ônibus (Plaza de Armas) e uma estação de trem (Santa Justa).
DSC_0308.JPG
Quanto ao clima, Sevilha é conhecida por suas altas temperaturas, tanto que no verão chega a fazer 40 graus! Já seu inverno é uma delícia, sem temperaturas negativas. Estivemos exatamente nessa estação e na maioria dos dias a média era de 14 graus. Enquanto o resto da Europa sofria com a intensa onda de frio e nevascas, lá estávamos nós nos sentindo na primavera!
20171219_134522.jpg
Inverno em Sevilha: sol e uma temperatura maravilhosa!
No quesito compras Sevilha também não deixa a desejar! As ruas do Centro tem um comércio bem movimentado, que conta com lojas de marcas internacionalmente conhecidas como Zara, H&M, C&A, Sephora, Mango, Decathlon, Calzedonia, Kiko, L’Occitane, etc, e também com lojinhas únicas, que fazem você se sentir voltando no tempo, como as que vendem castanholas, chapéus, bengalas, vestidos de flamenco e os tradicionais leques.
20171219_131731
No comércio de Sevilha tem de tudo!
DSC_0107
Calle Sierpes, uma das principais ruas comerciais
20171206_140335
Moda flamenca
20171211_064926
Sevilha é vintage!
20171211_185312
Leques
20171211_185349
Na terra das castanholas…
A cidade também tem vários shoppings centers, como o Plaza de Armas, o Nervión Plaza e o Los Arcos, dentre outros, e ainda tem algumas unidades do El Corte Inglés, famosa loja de departamentos espanhola.

corte-ingles-plaza-duque--644x362

20171204_211743.jpg
El Corte Inglés da Plaza Duque: provavelmente o lugar que o Rodrigo mais visitou em Sevilha! rs
Ficamos hospedados num apartamento muito legal alugado na Alameda de Hércules,  uma região perto do Centro, que se transformou num reduto boêmio da cidade, com seus bares, restaurantes, discoteca, cinema, feirinhas, eventos culturais, shows, sempre tinha alguma coisa divertida acontecendo por lá!
DSC_0566
Nossa morada sevilhana: primeiro andar do prédio branco e azul
dsc_0169.jpg
Alameda de Hércules: o jardim público mais antigo da Espanha (1570)
DSC_0560.JPG
Diversão na Alameda
DSC_0448.JPG
Alameda de Hércules by night
Tivemos a felicidade de estar na cidade numa época tão especial que é o fim do ano. As principais ruas estavam todas enfeitadas e a cidade estava em festa, com seus mercados de Natal, espetáculos, shows pelas ruas e pistas de gelo.
PicsArt_02-28-02.49.39.png
iEs Navidad! Sevilha iluminada!!!
DSC_0241
Mercado de natal
DSC_0410
Arthur no palco, no espetáculo de natal do Metrosol Parasol
DSC_0371.JPG
Patinando no gelo: Sevilha não tem neve mas tem magia!
DSC_0557
As sacadinhas sevilhanas estavam todas enfeitadas como esta!
Uma das tradições natalinas que mais nos chamou a atenção foi o costume espanhol de montar “belenes” (belén=presépio).  E isso é levado super a sério por lá, a ponto de existir até feira especializada em vender as peças necessárias para montar um! O outro lado dessa tradição é visitar os inúmeros deles espalhados pela cidade (em casas, igrejas, instituições públicas e particulares etc). Tem até tour de belenes!!!
DSC_0911.JPG
Belén de navidad
20171211_193909
Meus meninos encantandos com o Belén de Playmobil
DSC_0078.JPG
Placa indicando que tem um belén aqui para ser visitado!
Na noite do Natal (nochebuena) fizemos uma tradicional ceia sevilhana (com tapas, cordeiro e mantecados) e na noite de ano novo (nochevieja) seguimos o costume espanhol de comer 12 uvas enquanto o relógio da prefeitura da cidade anunciava que o ano novo chegou!
PicsArt_02-28-02.57.26.png
Detalhes da nossa nochebuena…
PicsArt_02-28-02.53.16
Feliz 2018! Celebrando o ano novo na frente do Ayuntamiento de Sevilla!
Em um mês vivendo Sevilha nos impressionamos com sua segurança, sua estrutura e atividades para os pequenos (museus, praças e parquinhos para crianças), seu cenário gastronômico (mercados, bares de tapas e restaurantes) e principalmente com o estilo e ritmo de vida dos sevilhanos.
DSC_0252.JPG
DSC_0181.JPG
Vivemos dias inesquecíveis nessa pequena temporada, de muita diversão, descobertas e aprendizado e a vontade de voltar é grande! Vou torcer pra esse dia não demorar tanto!
DSC_0046 (1)
Puente de Triana e o anoitecer em Sevilha
Se estiver programando uma viagem para a Espanha não deixe de incluir Sevilha no seu roteiro! Em breve farei um post específico sobre as atrações imperdíveis da cidade e as dicas de gastronomia.
Entonces… iHasta luego, viajeiros!

 

 

 

 

         

10 comentários em “Um mês em SEVILHA (Espanha): conhecendo a capital da Andaluzia

  1. Nossa, quantos detalhes!!! A história das cidades européias sempre encantam! Você mostrou que a Espanha é muito mais que apenas touradas… o que dizer destas pontes? O que dizer deste natal sevilhano? Fantástico!

    Curtir

  2. Como sempre acontece em suas viagens, a descrição do que você vivenciou em Sevilha, com seu marido e seus meninos, nos transporta para aquela maravilhosa cidade da Andaluzia. Sua experiência, vivenciando como estudante da língua e não como simples turista, aquela região tão rica, transmite a seus leitores o conhecimento de tudo quanto é interessante naquela linda e maravilhosa cidade, onde estive por mais de uma oportunidade. Parabéns, querida , por mais esse comentário do que você viu e viveu nessa viagem encantadora!

    Curtido por 1 pessoa

  3. Aline.. Interessante sua visão de cada lugar é diferente, detalhada e fantástica..
    Mesmo tendo passado dias em Sevilha eu lembro de muitas coisas que vc mostrou.. Talvez não tenha ido.. Ou não prestei a atenção necessária.
    Adoro seu detalhismo.
    Parabéns..
    Lindo documentário.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s