Amapá para Foodies · Gastronomia

Saiba tudo sobre a MIXOLOGIA e o universo dos drinks com o mixologista MAURÍCIO LOBO

Recentemente, durante as pesquisas para a próxima viagem que vamos fazer, me deparei com um termo que desconhecia e um universo novo e interessantíssimo dentro da gastronomia: a MIXOLOGIA.

Screenshot_20180507-122603.png
MIXOLOGIA??? Que é que isso?! Pensei cá com meus botões…

Bem, conceituando de uma forma simples, podemos dizer que a mixologia é o estudo da combinação dos ingredientes necessários para criar um bom drink. Nesse processo é preciso estar atento aos sabores, aromas e texturas e às técnicas de combinações químicas dos componentes, sempre em busca do equilíbrio entre eles e respeitando a variação de álcool que cada coquetel deve conter.

motac-exhibit-image
Mixologia: a arte de misturar substâncias, em busca do drink perfeito!

Quando eu entendi esse conceito ficou tudo muito claro para mim: isso é alquimia pura e os mixologistas nada mais são do que verdadeiros alquimistas da atualidade!!!

jkfjakfaf
Porque fazer um bom drink é muito mais que misturar ingredientes aleatoriamente…

O objetivo primordial da mixologia é proporcionar uma experiência sensorial única e, por isso, o profissional da área, que é o mixologista, precisa ter um conhecimento mais aprofundado sobre os tipos de bebidas e ingredientes, suas composições e harmonização, entender o perfil e os gostos do público consumidor e estar sempre se atualizando quanto a novas técnicas, criando, testando e utilizando, inclusive, combinações inusitadas.

screenshot_20180515-131605.png
Manga com pimenta combina? Ora, sim! Por que não?!

O mixologista é a evolução do barman clássico (aquele tipo elegante que fica atrás do balcão de um bar ou restaurante, preparando e servindo drinks), cujo profissional saiu da sua zona de conforto e foi atrás de mais qualificação e inovação.

history-cocktail-inside-header
“Senhor barman, um um dry martini, por favor!”

O bartender, por sua vez, vem a ser um showman nato, que agrega habilidades à imagem tradicional do barman. Ele utiliza técnicas circenses, como malabarismo, acrobacia, pirofagia e até mágica na hora de fazer e servir bebidas. Geralmente atua em bares, boates, shows e eventos privados (como casamentos, formaturas, etc).

article-49-img1
Tom Cruise no filme Cocktail (1988): tá aí um perfeito exemplo de bartender

Historicamente falando, não se sabe ao certo quando os drinks foram inventados, porém se tem notícia que misturar bebida alcoólica com outros líquidos é algo feito desde a Grécia Antiga. O primeiro livro sobre o tema foi publicado em 1862 (The Bartender’s Guide: How To Mix Drinks ou The Bon Vivant’s Companion), escrito por um americano chamado Jerry Thomas.

201509bf82d51df7ccaae4dd71beb97b1a0f.JPG
Jerry Thomas: o pai da coquetelaria

A popularização desse tipo de bebida, no entanto, curiosamente tem relação com a instauração da famosa Lei Seca nos EUA, na década de 20, já que beber coquetéis era uma das formas de burlar a rígida lei que proibia a venda de bebidas, pois as misturas mascaravam a apresentação do alcool e suavizavam os sabores das bebidas falsificadas.

sdasdd
Os clássicos da Coquetelaria

Dias desses tive o prazer de participar do evento “Amazon drinks”, que aconteceu aqui em Macapá no Restaurante Dom Garcia, e de conhecer pessoalmente o mixologista Maurício Lobo, um gaúcho que acaba de chegar aqui no Estado do Amapá, cuja trajetória e evolução representa bem essa nova profissão.

AirBrush_20180504205239
Maurício Lobo: de bartender a barman renomado e, atualmente, mixologista
DSC_0103.JPG
Evento “Amazon Drinks” no Restaurante Dom Garcia
AirBrush_20180507103739.jpg
Chef Dom Garcia recebendo Maurício Lobo numa noite de harmonização de seus pratos  com drinks com o sabor amazônico
preview.jpg
Mixologia e Gastronomia no “Amazon Drinks”: drink Tucuju + camaroca (dadinho de tapioca com camarão) e drink Pampa + charutinho de massa folhada recheada com linguiça de jambu
33154424_1746045005462121_7163065384466120704_n
Algumas das criações de Maurício para o evento (de cima para baixo: “Papa chibé” e “Watermelon splitz”, “Pampa” e “Vou te dar um coque”)

Agora deixa eu contar a história do Maurício pra vocês…

Ele é de Porto Alegre e começou trabalhando como copeiro em bares pequenos e depois foi pra cozinha, onde atuou como auxiliar e pizzaiolo, tendo montado, inclusive, uma pequena casa de massas na cidade de Pelotas. Posteriormente foi morar novamente na capital gaúcha, onde trabalhou em alguns bares e casas noturnas da capital e passou a se interessar pela coquetelaria e a se dedicar a essa profissão.

IMG-20180518-WA0004
No começo da carreira, como bartender, responsável pelos drinks do Bar 8 e 1/2 (Porto Alegre-RS)

Fez curso na IBA (International Bartender Association), em Londres, e quando voltou foi convidado pela Associação Brasileira de Bartenders-ABB a montar a Associação Gaúcha de Bartenders-AGB e a ministrar aulas. Como professor, ajudou a formar 279 bartenders profissionais. Participou de campeonatos de coquetelaria, tendo vencido alguns e sido jurado no realizado no ano de 2013.

Screenshot_20180522-083853
Jurado no 39º Campeonato Brasileiro de Coquetelaria – ABB – Associação Brasileira de Bartenders (Guarulhos-SP)

Maurício Lobo já criou diversas cartas de drinks para bares gaúchos, como o Opinião Teatro Bar de Porto Alegre (pioneiro desse tipo na cidade), e muitos outros pela capital e interior do Rio Grande do Sul (Parafernália, Cabo Horn, In Sano, Vineria 1976 e Baha Resto Lounge). Atualmente, com todo o know how que tem, faz eventos e participações em restaurantes e casas noturnas e também presta consultoria e treinamento na área.

Screenshot_20180522-084009
Participando do Welcome Drinks da 2ª edição do evento The Chefs Table, na amostra Casa Cor de Porto Alegre-RS
PicsArt_05-22-12.23.05
Da esquerda para direita: com os renomados chefs Jeremy Ford (3 estrelas Michelin pelo restaurante Stubborn Seed de Miami-EUA) e Okan Kizil Bayer (chef do Le Bernardin de Nova York-EUA)

Gente, que delícia foi fazer esse post e falar dessa que é uma verdadeira tendência gastronômica do momento, já que restaurantes e bares por aí não param de investir nesse setor!

Pra fechar o assunto, aprendendo ainda mais com o Maurício, ele nos presenteia com duas receitas de drinks pra você fazer em casa: o Negroni, um clássico dos coquetéis italianos, feito há décadas, e o Tucuju, um drink criado por ele, bem contemporâneo e regional, que é feito com cachaça de jambu.

RECEITAS DE DRINKS POR MAURÍCIO LOBO

Negroni 
screenshot_20180523-110318.png
Para fazer o Negroni clássico: em um copo de whisky (tipo on the rock’s), colocar 5 pedras de gelo. Depois adicionar 40 ml de Campari, 40 ml de gin e 40 ml de Vermuth Rosso. Decorar com fatia de laranja dentro do copo.
Para fazer o Negroni Splash: trocar o recipiente pela taça de vinho branco e adicionar espumante Brut, mexendo levemente.
 Tucuju
screenshot_20180522-211620.png
Ingredientes:
Castanha do Pará triturada na faca,
Açúcar,
Curaçau Blue,
Cachaça de Jambu Meu Garoto.
Modo de fazer: utilizar uma taça (tipo Dry Martini) previamente gelada e encrostada com a castanha do Pará. Na coqueteleira, colocar 70 ml de cachaça de Jambu Meu garoto, adicionar três pedras de gelo, bater bem, coar com coador de coquetelaria e mais um coador fino para a taça. Depois colocar 25 ml de Curaçau Blue, com cuidado para que fique no fundo da taça.
Screenshot_20180522-083945
Mixologista Maurício Lobo
Fone: 51-9374-2220
Redes sociais:
Facebook: https://www.facebook.com/mauricio.ferreiralobo
Instagram: https://www.instagram.com/lobo.mixologista/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s